Inverno


posted by Jack Vexed on

2 comments


"Esta noite eu anseio o calor
A lua de prata no céu e a brisa quente no rosto
Mas tudo que vejo é negro, escuro
Tudo que vejo é frio e mórbido como a morte.








A manhã chega e meu coração se alivia pelo tempo passar
Ouço risos e vozes alegres a minha volta
Abro a janela e vejo luz e calor
Estendo meu braço tentando absorvê-lo mas não me esquento

Pessoas me chamam para luz, mas meus olhos não reconhecem isso
Tudo continua gelado, frio, cinza
Meus olhos não reconhecem a alegria, o ânimo, nem a música que toca
Que frio é esse que assola minha alma?

Meu coração bate descompassado
Meu peito dói, então coloco a mão sobre ele e sinto mais frio
Deito e tento me aquecer, mas as lembranças me estremecem
Os olhos vertem lágrimas sem que eu possa bloqueá-las.

Oh tempo! Porque não és meu amigo?
Porque não vestes as sandálias de Hermes
e voa tão rápido quanto o mensageiro do Olimpo?
Porque fazes meu sono curto e minhas noites tão longas?

Pudera eu controlar o tempo, torná-lo meu aliado.
Fazer com que voasse e atravessasse as estações
Assim chegaria a primavera e eu sentiria o cheiro das rosas
Sentiria o calor do sol e veria o mundo colorido

Então eu poderia sorrir, cantar e pular
Sentiria meu coração novamente bater rápido, aquecendo meu corpo
Irradiaria luz e calor, e meus dias seriam eternas primaveras.
Mas tudo continua frio... muito frio."

By Jackvexed


Jack Vexed 2011 © Proibido copiar material desse site. Em caso de infração, será aplicada penalizações segundo as Leis do código penal (artigos 184-186) e a na Lei 9610/98. Dúvidas, denúncias, críticas ou sugestões? Escreva para jackvexed@gmail.com

2 comments

  1. Anônimo