Sonhos


posted by Jack Vexed on

1 comment


Entrei na loja da vida e comprei um pote de sonhos,
Um pote colorido e bem enfeitado com cheiro de brisa do mar.
Levei-o para casa, e todas as noites experimentava um sonho.


Sonhava com a lua no céu, com um barco num oceano calmo;
Com o pôr-do-sol e com o orvalho da aurora.
Podia sentir o gosto do mel, de canela e de damasco.
Sentia o cheiro de jasmim e das rosas.

Tinha sonhos em que sentia o calor de um abraço amigo,
Ou um cálido beijo apaixonado.
Um passeio de mãos dadas na praia,
E uma brincadeira inocente na neve.

Ao raiar o dia, a contragosto acordava.
Meus dias eram mais felizes, mas a ansiedade me atormentava.
Desejava nunca acordar, mas os sonhos sempre tem fim.
Então aguardava a madrugada, para um novo sonho experimentar.

O tempo passou, e o pote acabou.
Desesperado fui até a loja da vida
E um novo pote adquiri.
Sedento de novos sonhos,
Experimentei dois na mesma noite.

Os sonhos se fundiram e se tranformaram em um pesadelo.
Acordei assustado, com o coração acelerado;
A boca seca e os olhos molhados.
Então um novo sonho experimentei, mas nada sonhei.

Resolvi dormir durante o dia
Para meu anseio por sonhos saciar
Outro sonho experimentei
E desta vez me regozijei.

Sonhei que tinha asas
E voava como uma águia, ao redor do mundo
Visitei o monte mais alto
E admirei as mais belas paisagens.
Acordei já era noite, e outro sonho experimentei...

Passei a viver de sonhos, dias e noites.
Quando meu pote acabava, um novo eu comprava
E os dias passavam... e as noites passavam
Dias e noites de sonhos...




Jack Vexed 2011 © Proibido copiar material desse site. Em caso de infração, será aplicada penalizações segundo as Leis do código penal (artigos 184-186) e a na Lei 9610/98. Dúvidas, denúncias, críticas ou sugestões? Escreva para jackvexed@gmail.com

1 comment