A arte do cavalheirismo


posted by Jack Vexed

No comments


É triste viver numa sociedade onde o cavalheirismo e gentilezas se tornaram obsoletos. O cavalheirismo valoriza o ser humano, tanto o homem que o emprega quanto a mulher que o recebe, pois o homem que o emprega coloca a necessidade da mulher em primeiro lugar, e a mulher que o recebe demonstra gratidão e respeito pela gentileza.

Alguns acham o cavalheirismo algo machista, pois está atrelado apenas aos homens. Não vejo dessa forma. Cavalheirismo é relacionado com comportamento, ações de respeito e consideração para com o próximo. Se um homem faz isso, ele é um cavalheiro. A mulher pode mostrar a mesma consideração e respeito aceitando o cavalheirismo e até mesmo, se achar necessário, empregar as mesmas ações. Claro que convém ao homem se esforçar para dar o primeiro passo, mas as regras de etiqueta permitem que o homem aceite de bom grado. Como exemplo, um homem que convida uma mulher para jantar. Ao convidá-la, é de praxe, conforme a etiqueta, que ele pague o jantar. Porém, se a dama insistir em dividir os gastos, o cavalheiro não deve relutar e/ou se sentir ofendido.

Infelizmente, isso é coisa do passado. Não se ensina mais para os filhos a como serem cavalheiros. Respectivamente, as mulheres não sabem agir como damas, aceitando cavalheirismos, já que esses são raros. Não se pode esperar por um evento que raramente acontece, tornando até mesmo difícil de identificá-lo. Vejo uma geração de homens que está mais preocupado em chamar a atenção por seu status social ou aparência física do que nos modos como trata uma mulher; homens que se preocupam em fazer algumas raras gentilezas (muitas vezes de forma bem rude) apenas na fase da conquista. Alguns homens acham que basta arcar com os gastos de combustível do carro, parar e buzinar ininterruptamente em frente a casa da mulher e pagar o jantar. Mas isso só não basta e pode ser (como no caso da buzina) extremamente desagradáveis. Ser cavalheiro envolve muito mais, como sair do carro para cumprimentar a mulher (de forma recatada, não a “estuprando” com um abraço) e abrindo a porta para que ela entre. Ser pontual,  mesmo quando ela não for, e demonstrar paciência e cordialidade. Essas coisas são essenciais SEMPRE.

Mas ainda existem homens cavalheiros, apesar de raros. E estes encontram problemas em demonstrar gentilezas, já que a maioria das mulheres dessa nova geração não está pronta para recebê-las. Muitas não sabem nem mesmo a como reagir a um elogio. Ao invés de agradecer com recato, muitas apenas riem ou até mesmo se depreciam! Dizer “obrigado” tem se tornado cada vez mais raro e, quando dito, é de forma bastante envergonhada.

Porém, não há culpados individuais nisso. A culpa é apenas da sociedade, da pressa e do pouco interesse,  das pessoas de um modo geral, em se buscar por esses bons costumes, aplicá-los e ensiná-los aos seus filhos.

Se você quer fazer a diferença e se tornar um homem que chamará a atenção de todos em longo prazo, procure livros e matérias que ensinem etiqueta e a como ser um cavalheiro. Lembre-se que beleza física, status, são coisas passageiras. Uma boa educação, regras de etiqueta, cavalheirismo, são coisas que irá levar para toda a vida.

Quanto as mulheres, se desejam encontrar homens que sejam gentis e cavalheiros, saiba primeiro identificar homens assim. Saiba em que momentos devem esperar um cavalheirismo e a como reagir a tal. Mesmo que seja raro, espere, pois você poderá se surpreender positivamente.



Jack Vexed 2011 © Proibido copiar material desse site. Em caso de infração, será aplicada penalizações segundo as Leis do código penal (artigos 184-186) e a na Lei 9610/98. Dúvidas, denúncias, críticas ou sugestões? Escreva para jackvexed@gmail.com